Festival A Salto: Rei Tule em mural no Bairro das Caixas

Numa união entre a arte urbana e a banda desenhada, a artista Maria Terra apresentou na manhã deste domingo, 30 de agosto, a história do Rei Tule, um conto tradicional de Elvas, através de um instant book e de um mural, pintado nas traseiras do infantário da Obra de Santa Zita, no Bairro das Caixas.

“Temos a ilustração do conto do Rei Tule, que tem um copo de ouro que a mulher falecida lhe deixou. Ele, a cada vez que olha para o copo, sente imensas saudades da mulher, portanto, este mural é representativo da saudade”, explica Maria Terra.

“O conto termina com ele à beira da morte, que decide atirar o copo ao mar, e é a primeira vez que o copo se enche de água, e não de vinho, daí termos este degradee do vinho para a água, a ligar a saudade dos dois através do copo”, acrescenta a artista.

A artista adianta que a história a ser retratada na parede teve em conta as escolhas das próprias crianças da Obra de Santa Zita, sendo que, todo o processo, incluindo o restauro da parede, antes da pintura, demorou cerca de uma semana.

Já o instant book, também produzido por Maria Terra, conta a história do Rei Tule através de uma Banda Desenhada. A artista, neste projeto, desenhou sobre imagens e fotografias da cidade de Elvas.

Nestes trabalhos, Maria Terra contou com a ajuda de Ana Moura, que, como revela, ficou responsável pela parte mais logística de todo o processo. “O que fiz tem mais a ver com a gestão de pessoas e material”, revela Ana Moura.

Esta foi mais uma iniciativa, inserida na quarta edição do “Festival A Salto – Tomada Artística da Cidade de Elvas”, promovida pela associação UmColetivo, e que chega hoje ao fim, com uma performance artística na Casa das Barcas e um jantar na Casa Tangente.