Câmara de Évora conhece dois projetos estruturantes

Na reunião pública do passado dia 15, o Executivo Municipal de Évora teve a oportunidade de conhecer dois projetos de cariz estruturante para o concelho e para a região: a apresentação do Plano Estratégico do Aeródromo Municipal de Évora para 2020-2024 (que está em fase final de elaboração) e do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), que caminha para a segunda fase de expansão.

O presidente da Câmara, Carlos Pinto de Sá, referiu que a recuperação económica e financeira do Município permite avançar para a concretização da estratégia de desenvolvimento de Évora, sendo o Plano Estratégico do Aeródromo Municipal, um dos exemplos deste trabalho em curso. A elaboração deste Plano foi contratada à Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) e visa afirmar o Aeródromo Municipal à escala nacional e internacional, como infraestrutura aeronáutica de referência, dotando-o de atividades e serviços com valor económico que contribuam para a sua sustentabilidade e posicionamento de Évora no sector aeronáutico bem como para a criação de emprego e desenvolvimento do concelho.

Por seu turno, também o presidente executivo do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT) e vice-reitor da Universidade de Évora, Soumodip Sarkar, veio dar a conhecer os mais recentes avanços referentes a este centro de inovação, conhecimento e tecnologia do Alentejo, que está em expansão e a afirmar-se a nível internacional, cujo trabalho pode conhecer em https://www.pact.pt/site/ .

Uma expansão que quer voltar a contar com o envolvimento direto da autarquia na sua administração, a qual deixou de poder participar no capital social do Parque, por imposição estatal nos tempos de austeridade impostos pela Troika, o que já não acontece atualmente. Esta participação é vista com bons olhos por todo o Executivo camarário de Évora e será analisada para se decidir em que termos poderá avançar.