Elvas homenageia Beatos Álvaro Mendes e Aleixo Delgado

Este ano assinalam-se os 450 anos da mortes dos Beatos Álvaro Mendes e Aleixo Delgado, mortos a caminho do Brasil por um grupo de protestantes calvinistas.

Com o objetivo de divulgar o culto a estes dois jovens elvenses que perderam a vida, a Fraternidade Leiga de São Domingos realiza, anualmente, a Festa dos Beatos Álvaro Mendes e Aleixo Delgado.

O programa arrancou ontem, com a oração de vésperas cantada, e esta sexta-feira, ao meio dia pode ouvir-se na cidade o toque solene dos sinos das igrejas em memoria dos Mártires. Às sete e meia Eucaristia Solene presidida pelo Reverendo Padre Francisco Molho da Diocese de Beja, na igreja de São Domingos.

António Carlos (na foto), presidente da Fraternidade Leiga de São Domingos, lamenta que “a população ainda não esteja muito sensibilizada para a importância destes beatos”.

Foi a 17 de julho de 1570 que um grupo de jovens jesuitas, que seguiam de barco para o Brasil, a fim de ajudar na sua evangelização, quase todos com idades compreendidas entre os 15 e os 40 anos de idade, foram intercetados junto às ilhas Canárias por um navio de protestantes calvinistas que, sabendo que eles eram missionários católicos, assaltaram-nos, e deitaram-nos ao mar, muitos depois de mortos, outros ainda vivos, alguns com graves ferimentos.

Do grupo de 40 elementos, chefiado pelo Padre Inácio de Azevedo, faziam parte os Beatos elvenses Álvaro Mendes e Aleixo Delgado.