Bélgica acende semáforo laranja para Alentejo e Algarve

Os turistas que viagem de Portugal para a Bélgica e sejam provenientes do Alentejo e Algarve vão ser sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da Covid-19, segundo o ‘site’ do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica as medidas a aplicar.

O Alentejo e o Algarve juntam-se, ainda que numa categoria menos grave, às 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa que estão em estado de calamidade, o que obriga os seus residentes a fazer, obrigatoriamente, um teste à Covid-19 e quarentena à chegada à Bélgica.

Na zona “laranja”, onde foram colocados o Alentejo e o Algarve, é exigida “maior vigilância”, mas o ‘site’ não especifica que género de medidas estão previstas para quem chegue à Bélgica oriundos dos países, regiões e zonas nela incluídos, como Aragão e Catalunha, em Espanha.

Na sexta-feira passada, dia 10, Portugal tinha passado para a categoria “verde” no modelo de semáforo criado pelo MNE belga, à exceção das 19 freguesias dos concelhos de Lisboa, Loures, Odivelas, Amadora e Sintra, que se encontrava no “vermelho”, com testes e quarentena obrigatórios no regresso a território belga. Agora, o Alentejo e Algarve ficam “laranja”, entre o “vermelho” de parte da Área Metropolitana de Lisboa e o “verde do resto do nosso País.