Operação MOTO 2020 nas estradas portuguesas

Foto: GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a desenvolver, até segunda-feira, dia 13 de julho, a operação MOTO 2020.

A operação pretende “prevenir comportamentos de risco durante a condução de motociclos e ciclomotores e sensibilizar os motociclistas para a elevada taxa de mortalidade em caso de acidente”, de acordo com o chefe da Divisão de Trânsito e Segurança Rodoviária da Guarda Nacional Republicana, o Tenente-coronel Paulo Gomes.

Os militares da GNR vão estar atentos ao uso do capacete; manobras perigosas; excesso de velocidade; não utilização de equipamentos de proteção; estado dos pneus, sistemas de iluminação e matrícula; condução sem habilitação legal e condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

O objetivo da operação é inverter a tendência de aumento da sinistralidade e de contribuir para um ambiente rodoviário mais seguro. Nos anos 2018 e 2019, 1123 pessoas ficaram gravemente afetadas ou perderam a vida.

Em 2020, do total de vítimas mortais em acidentes de viação após o término do Estado de Emergência, cerca de 30% são de acidentes que envolvem motociclos .