Indivíduo ameaça proprietários do Meu Super da Boa-Fé

Um indivíduo ameaçou esta manhã de quarta-feira, dia 8, os donos do supermercado Meu Super, no Bairro da Boa-Fé, em Elvas, com uma arma de fogo.

Tudo aconteceu no serviço de bar deste estabelecimento. Ana Paula Neto, proprietária do mesmo, explica que tudo começou pelo facto de avisar a sua colega que o serviço de esplanada seria de pré-pagamento, quando um indivíduo estava a fazer o seu pedido, que, incomodado com a observação, começou de imediato com insultos.

O indivíduo “partiu todas as chávenas do balcão” e insultou de forma mais agressiva, “ameaçou que me dava um tiro, que ia buscar uma pistola e que me batia”, diz Ana Paula, assim como ao seu marido, que chegou entretanto. Este indivíduo ameaçou que iria “buscar uma arma a sua casa” e que “matava” os proprietários. O marido de Ana Paula tentou dissuadir o indivíduo de tal coisa, afirmando que “poderiam resolver o problema”; no entanto, este cidadão foi mesmo à sua residência.

Ana Paula receosa pela sua vida deu ordem para que se fechassem as portas do estabelecimento e que chamou de imediato a PSP, que, quando chegou ao local, “estava este indivíduo no parque de estacionamento com uma arma, que a proprietária afirma não saber “se se trata de uma arma de fogo ou não”, o mesmo foi detido por esta força de segurança”.

Ana Paula disse que “esta situação foi a primeira vez que aconteceu”; no entanto, “os furtos acontecem constantemente”, pelo que “deveria haver maior proteção aos comerciantes da cidade”.

O Comissário Rui Massaneiro, comandante da Esquadra da PSP de Elvas referiu à Rádio ELVAS que esta força de segurança “procedeu à detenção deste homem, de 37 anos pelo crime de posse ilegal de arma de fogo”. Ao indivíduo foi apreendida “uma arma de fogo, pistola de cal. 7,65mm, 1 carregador para arma de fogo e 6 munições 7,65mm”.

O comissário destaca “a proatividade dos agentes da PSP que rapidamente acorreram ao local e procederam à detenção do indivíduo e à recuperação deste material que é muito perigoso”, apelando aos cidadãos para que entrem em contacto com esta força de segurança, “caso tenham conhecimento ou presenciem um crime”, para que a mesma possa fazer mobilizar os meios necessários para essa situação.

O detido recolheu às celas de detenção sendo ouvido amanhã, quinta-feira, dia 9, à primeira hora da manhã, pela Autoridade Judiciária competente, junto do Tribunal da Comarca de Elvas.