Importante abrir fronteira e cumprir as normas da DGS, diz Muacho

As fronteiras entre Portugal e Espanha reabriram na terça-feira, assumindo-se com um marco importante para os dois países ibéricos.

Para João Muacho, presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, o ato de dia 1 assume-se como “mais um passo dos dois governos para voltarmos a um novo normal e torna-se importante cumprir todas as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS), para evitar o contágio por Covid-19, uma vez que ele continua presente”.

Esta abertura terá também algum impacto na “economia dos dois lados da fronteira”, uma vez que para João Muacho “muitos portugueses e espanhóis aguardavam por este dia, não só para visitar amigos, como também pela gastronomia e património”. Muacho espera, contudo, que tudo corra pelo melhor, e que o impasse criado pela Covid seja ultrapassado, no sentido de se criar uma vacina que combata eficazmente o vírus, e assim possamos voltar à normalidade”.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, João Muacho, a dar conta de algumas vantagens na reabertura das fronteiras com Espanha e, ao mesmo tempo, a lembrar que as normas da DGS devem ser cumpridas.