Happy Spacium apoia hospitais no combate à Covid-19

Happy Spacium é o nome da aplicação criada por Nuno Trindade Magessi (na foto) e Filipe Romão que visa ajudar no combate à Covid-19 em meio hospitalar.

Esta aplicação, destinada aos profissionais de saúde, conta com dois objetivos: “o primeiro é ser uma espécie de passaporte imunitário”. Nuno Magessi refere que “a aplicação iria receber os resultados dos testes efetuados aos profissionais de saúde e, dessa forma, eles teriam acesso às unidades hospitalares. Por outro lado, os profissionais de saúde saberiam em que ala do hospital se encontrava um doente com Covid-19”.

Esta aplicação já existe na vertente comercial. “Tendo em conta que a atividade económica baixou muito, devido à Covid-19”, Nuno Magessi refere que “teve a ideia de aproveitar a base da aplicação para a adequar à fase de pandemia que atravessamos”.

Nuno Trindade Magessi e Filipe Romão apresentaram uma candidatura à Fundação para a Ciência e a Tecnologia mas a resposta não foi a esperada: “primeiro foi-nos dito que tínhamos que contar com a participação de uma unidade hospitalar. Estabelecemos os devidos contactos e contámos com a colaboração dos quatro hospitais do Alentejo. Numa segunda candidatura, referiram-nos que a envolvência por parte das unidades de saúde não era visível”.

A candidatura foi apresentada no âmbito do apoio “RESEARCH 4 COVID 19”, lançado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), em colaboração com a Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica (AICIB).