CPCJ de Campo Maior assinala 19 anos de forma diferente

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Campo Maior (CPCJ) está a celebrar os seus 19 anos, com uma atividade diferente, devido aos constrangimentos da Covid 19.

A Assembleia de Crianças consiste numa fase inicial na aplicação de questionários, que irão fazer parte do Projeto Adélia, um projeto que pretende realizar um diagnóstico local no âmbito da infância e juventude e, consequentemente, elaborar um Plano Local dos Direitos das Crianças e dos Jovens.

De acordo com Letícia Garcia, presidente da CPCJ de Campo Maior, “os primeiros questionários vão ser realizados a crianças dos 3 aos 6 anos, em colaboração com as diversas instituições do concelho”.

Numa segunda fase, os questionário destinam-se a crianças dos 6 aos 12 anos.

Letícia Garcia refere que o trabalho da CPCJ de Campo Maior tem sido positivo porque, “nos últimos anos, se regista uma redução do numero de processos, sendo que o mais importante é mesmo a questão da prevenção”.

Os questionários serão aplicados a uma faixa-etária entre os 3 e os 6 anos e dos 6 aos 12 anos de idade, com a colaboração das diversas entidades com competência em matéria de infância e juventude e que trabalham diariamente junto das crianças.