Comissões bancárias na rubrica da DECO

A Associação para a Defesa do Consumidor – DECO contesta a cobrança por alguns bancos de uma comissão de processamento da prestação cada vez que o cliente paga mensalmente o seu crédito.

Esta comissão, de acordo com Helena Guerra, delegada regional da DECO, “não corresponde a qualquer serviço efetivamente prestado apesar de continuar a ser cobrada. Ainda que os bancos sejam criativos na interpretação das suas obrigações legais, há uma clara violação da lei quando decidem cobrar por serviços que não prestam”.

Helena Guerra pede aos consumidores que “se juntem à associação nesta ação de pressão sobre os agentes políticos para que decidam travar esta e outras “comissões abusivas”.

A DECO estima que os bancos arrecadam com esta comissão cerca de 285 milhões de euros por ano.

As comissões de processamento das prestações de crédito são o tema da edição desta semana da rubrica da DECO.