Reguengos de Monsaraz: “Cerco sanitário, para já, é alarmismo”, diz presidente

O presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto (na foto), considera que, “para já, falar de cerco sanitário ao concelho é um alarmismo. Não há, neste momento, nenhuma hipótese real de cerco. Vamos manter a calma. Ainda não temos o resultado dos testes comunitários e por isso estamos a tomar medidas tendo em conta a informação que temos. Procedemos ao encerramento das escolas, creches, jardins de infância e atividades de apoio à família, sendo que também as visitas aos lares estão suspensas”.

De recordar que Reguengos de Monsaraz conta com 62 casos de infeção por Covid-19, entre utentes e funcionários do lar de idosos da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz.

José Calixto apela a todos para que “assim que apresentem algum sintoma de possível infeção, liguem de imediato para a Saúde 24 para despistagem imediata. Dar também nota que, contamos já com uma área Covid, o que permite que os testes de despistagem possam já ser realizados em Reguengos de Monsaraz”.