Covid pode já “estar instalado na comunidade” em Reguengos

Foto: TVI24

Depois dos 56 casos de Covid-19 detetados num lar em Reguengos de Monsaraz, as Autoridades de Saúde do Alentejo realizaram uma conferência de Imprensa a fim de esclarecer toda a situação e alertar a população.

Augusto Santana de Brito (na foto), delegado de Saúde Coordenador da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Alentejo Central, considera que, “muito provavelmente, a infecção está instalada na comunidade. Já temos referenciados contactos noutras áreas do concelho e noutros concelhos, portanto eu recordo que é muito importante ter em atenção as medidas de proteção, dos próprios e dos outros, porque não estamos em altura de facilitar as coisas”.

As autoridades estão a ponderar a criação de um espaço na instituição para acomodar os utentes não infetados: “desde o momento em que a instituição tem condições para criar esse espaço, podemos vir a mudar os doentes não infetados para uma outra zona, mas no interior da Fundação”.

O lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), em Reguengos de Monsaraz, conta com 56 casos de infeção por Covid-19 aguardando-se ainda o resultado de mais 47 testes realizados ontem (sexta-feira dia 19).