Taxa de desemprego aumenta no Alentejo

Com a pandemia covid-19, a taxa de desemprego subiu, consideravelmente, na região Alentejo, assim como em todo o país.

Em abril, e de acordo com dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), havia mais 3.888 desempregados no Alentejo, face ao mês face ao mesmo mês do ano anterior. Há agora, na região, um total de 18.882 pessoas desempregadas (inscritas em centros de emprego).

Ainda assim, por esta altura, em toda a região há oito concelhos que diminuíram a sua taxa de desemprego: Alandroal, Alvito, Castelo de Vide, Estremoz, Fronteira, Marvão, Monforte e Vila Viçosa.

Sines, Santiago do Cacém e Odemira, por outro lado, surgem como os concelhos onde o desemprego mais cresceu, entre abril de 2019 e abril de 2020.