Programa ADAPTAR de regresso mas para outras áreas

O Programa ADAPTAR visa apoiar as empresas no esforço de adaptação e de investimento nos seus estabelecimentos, ajustando os métodos de organização do trabalho e de relacionamento com clientes e fornecedores às novas condições de contexto da pandemia da doença COVID-19.

Com estas alterações “pretende-se que as empresas cumprem as normas estabelecidas e as recomendações das autoridades competentes”, de acordo com Heloisa Luz,técnica de empreendedorismo na Fábrica do Empreendedor de Elvas.

O Programa ADAPTAR aplica-se a todo o continente e vai apoiar microempresas e pequenas e médias empresas em diversas ações como “as despesas com equipamentos de proteção individual, incluindo máscaras e roupa de proteção, com desinfeção de pessoal e das instalações e ainda com a adaptação de infraestruturas e com a compra de equipamentos de apoio ao teletrabalho”.

“Os apoios variam entre os 500 e os 5 mil euros para as microempresas e a empresa tem que possuir contabilidade organizada. Para as pequenas e médias empresas (PME), o processo é muito idêntico. Apenas variam os valores de apoio que vão dos 5 aos 40 mil euros”, sublinhou a responsável.

O formato inicial do programa ADAPTAR foi suspenso uma vez que o elevado número de candidaturas esgotou os apoios disponíveis.

O Governo aprovou no início do mês o relançamento do programa Adaptar, mas direcionado a estabelecimentos comerciais e consultoria a microempresas, para adaptação ao contexto da pandemia de covid-19.