Amadeu Martins demite-se da Comissão Administrativa dos Bombeiros de Elvas

Amadeu Martins (na foto) apresentou a sua demissão do cargo de tesoureiro da Comissão Administrativa da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Elvas.

A decisão, de acordo com Amadeu Martins, surge depois de “ter sido alvo de falta de respeito por parte dos restantes elementos da Comissão”. Amadeu afirma que ficou a saber que “foi adquirida uma ambulância, sem o seu conhecimento, quando ainda há bem pouco tempo se pediu dinheiro à Câmara Municipal de Elvas para pagar os salários dos funcionários da associação”.

“Ontem, apercebi-me que chegou um documento único, através da firma DINAV, em que a mesma solicitava a assinatura do documento por causa da aquisição de uma ambulância tipo A2. Entrei em contacto com a firma e o senhor confirmou-me que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Elvas tinha adquirido uma ambulância quando eu nem sabia que havia pedidos de orçamentos para a quisição”, sublinhou.

Amadeu Martins refere que antes de apresentar a carta entrou em contacto com o presidente da Comissão Administrativa que lhe disse “não existir compra nenhuma de ambulância”. No entanto, o tesoureiro demissionário refere que “se há documento único é porque a compra já foi feita”.

Amadeu Martins apresenta demissão das funções de tesoureiro da Comissão Administrativa da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Elvas.

De recordar que as eleições para os corpos dirigentes da Associação estão marcadas para o dia 29 de junho.