Fermelinda Carvalho apela ao consumo de produtos nacionais

As feiras e mercados já começaram a abrir na região. No entanto, com o menor número de pessoas a frequentar estes locais, é também menor a quantidade de produto vendido. Esta situação preocupa os agricultores, que têm receio de não conseguir vender a totalidade da produção.

“Tem de ser uma preocupação de todos nós, de todos os portugueses, de consumirmos produto nacional, seja qual for o produto”, explica Fermelinda Carvalho, presidente da Associação de Agricultores do distrito de Portalegre. “Se consumirmos os nossos produtos, as grandes superfícies vão ver-se obrigadas a comprar aos produtores nacionais”, diz ainda.

Fermelinda Carvalho considera também que a reabertura de pequenos mercados é importante para os pequenos produtores possam escoar os seus produtos. “Não há que ter receio, as pessoas têm cuidados e estamos todos conscientes do problema”, comenta ainda, lembrando que todos os cuidados estão a ser tidos em conta nestes espaços de comércio.

O Governo disponibilizou 35 milhões de euros para apoiar jovens agricultores, que se vejam afetados por problemas de produção e escoamento de produtos, relacionados com a pandemia da Covid-19.

As verbas serão disponibilizadas através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020. Do montante total, 20 milhões serão distribuídos pelos seguintes setores agrícolas, nas quantias seguintes: viticultura (400 mil euros), cerealicultura (600 mil), fruticultura (6 milhões), olivicultura (2,6 milhões), horticultura e floricultura (5,4 milhões), pecuária intensiva (3,8 milhões) e pecuária extensiva (1,2 milhões de euros).