Campo Maior avança com recuperação de património

O Centro Interpretativo da Fortificação Abaluartada de Campo Maior vai ser localizado nos edifícios anexos ao Castelo localizados na Praça Velha. Segundo o município campomaiorense “foi outra das intervenções que não parou durante os últimos dois meses” e recebeu a visita do presidente da Câmara Municipal, João Muacho, dos vereadores Luís Rosinha e Vanda Alegria e do chefe da Divisão de Obras e Urbanismo do Município, Rui Carneiro.

Este equipamento pretende ser um encontro entre passado, presente e futuro, que se assume como fundamental para perceber a história do concelho no geral e da Fortificação de Campo Maior de um modo mais particular. Este é um projeto integrado na Requalificação da Fortificação Abaluartada de Campo Maior e está vocacionado para o turismo, sendo que o espaço vai funcionar também como local privilegiado de acolhimento aos que pretendam visitar o tecido amuralhado da vila.

A requalificação da Fortaleza Abaluartada de Campo Maior e o Centro Interpretativo da Fortificação é um projeto cofinanciado no âmbito do programa Portugal 2020 – Alentejo 2020, do FEDER, e representa um investimento de cinco milhões de euros. O Centro Interpretativo da Fortificação Abaluartada de Campo Maior implica um investimento a rondar os 500 mil euros.