Pároco João Luís da Silva desafia portugueses a rezar Avé-Maria

Hoje, dia 13 de maio, assinalam-se os 103 anos da aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três Pastorinhos, na Cova da Iria, em Fátima. Este ano, pela primeira vez, as comemorações vão decorrer, no Santuário de Fátima, sem a presença de fiéis.

Neste tempo de pandemia e confinamento, o assistente do Movimento da Mensagem de Fátima da Arquidiocese de Évora, o padre João Luís da Silva (na foto), antigo pároco de Campo Maior, lança um desafio a todos os devotos da Mãe de Jesus: celebrar a festa de Nossa Senhora do Rosário de Fátima em oração e comunhão. Para isso, propõe que “hoje à noite, às 22.30 horas, cada um, desde a janela da sua casa, reze uma Ave-Maria para que possamos iluminar o céu de Portugal com 10 milhões de Avé-Marias”.

O padre João Luís da Silva deixa uma mensagem a todos os fiéis recordando a que Nossa Senhora deixou, no dia 13 de junho de 1917 à irmã Lúcia “Eu nunca te deixarei só. O meu imaculado coração será o teu refúgio até Deus”.

De recordar que as celebrações com a presença física de peregrinos na Cova da Iria, e em todas as igrejas portuguesas, só serão retomadas no fim de semana de 30 e 31 de maio.