Fatos de proteção executados por voluntários de Monforte

O Município de Monforte, através do seu Serviço Municipal de Proteção Civil, está a articular a distribuição de fatos de proteção executados por dezenas de voluntárias que, logo após ter sido declarado o estado de emergência, se mobilizaram nas quatro freguesias do concelho: Assumar, Monforte, Santo Aleixo e Vaiamonte.

A partir das suas casas e aproveitando o recolhimento domiciliário, por meio de grupos criados nas redes sociais, os voluntários organizaram-se e têm estado a coordenar a atribuição de tarefas.

Os rolos de tecido TNT, usado na confeção deste género de equipamento de proteção individual, foram fornecidos pela câmara municipal, quatro juntas de freguesia do concelho, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Monforte e alguns particulares. Entidades e pessoas anónimas quiseram prestar o seu contributo para esta causa de exemplar solidarização para com os profissionais que, diariamente, estão mais expostos ao contágio pela Covid-19.

Entretanto, já foram entregues 215 fatos, divididos pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), estruturas residenciais para idosos e centros de dia do concelho e Centro de Recuperação de Menores, em Assumar.