Bombeiros desmobilizados do centro de rasteio Covid em Elvas

Os Bombeiros Voluntários de Elvas têm estado a trabalhar em espelho e em duas frentes: por um lado, no quartel, para que possam continuar a assegurar as necessidades da população e, por outro, no centro de rastreio à Covid-19, instalado no coliseu da cidade.

Contudo, a equipa afeta a este centro foi já desmobilizada, uma vez que, de acordo com o comandante dos Bombeiros Voluntários de Elvas, Tiago Bugio, já não existe necessidade deste reforço operacional.

“Havia um conjunto de operacionais no quartel dos bombeiros de Elvas e havia outro no coliseu de Elvas, com veículos de combate a incêndio e ambulâncias de socorro, para dar resposta a qualquer situação, de forma a criamos aqui uma resposta operacional, de modo a que não houvesse uma falência do socorro no concelho”, revela Bugio.

“Neste momento e apesar de termos passado para um estado de calamidade, mantemos o reforço operacional e ambulâncias dedicadas só ao transporte de suspeitos ou casos confirmados de Covid-19”, diz ainda Tiago Bugio, adiantando que tem existido “um esforço dos operacionais para conseguirem estar nestas duas frentes de socorro”.

“Creio que, neste momento, já não há essa necessidade, deste reforço operacional e vamos desmobilizar estes elementos que estão no Coliseu Comendador Rondão Almeida”, remata.

Ainda assim, Bugio revela que, a qualquer altura, os elementos dos bombeiros poderão voltar a ser mobilizados para aquela infraestrutura, em caso de necessidade.

De recordar que o centro de rastreio móvel “Drive Thru”, no âmbito do combate à pandemia de COVID-19, foi montado no Coliseu Comendador Rondão Almeida, pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano e a Direção-Geral da Saúde, em colaboração com a Câmara Municipal de Elvas.