Covid coloca em causa postos de trabalho no Monte Selvagem

Devido à pandemia Covid-19, a reserva animal Monte Selvagem, em Lavre, no concelho de Montemor-o-Novo, viu-se obrigada a encerrar ao público.

A gerência tomou a decisão de encerrar até antes do estado de emergência ter sido decretado pelo Governo, para precaver a possível propagação do vírus e garantir assim a segurança de todos: animais, funcionários e visitantes.

Ana Paula Santos, sócia-gerente do Monte Selvagem, revela que era precisamente nesta altura do ano que mais faturavam, sobretudo com os grupos escolares, que permitem o pagamento de salários. Por esta altura, alguns dos funcionários do parque encontram-se já em lay-off.

“A nossa faturação centra-se entre março e agosto, que nos permite viver 12 meses ao ano, com todos os nossos encargos e pagar 14 meses aos nossos funcionários”, revela Ana Paula.

O Monte Selvagem tem agora “uma equipa de trabalho mais reduzida”, que, de acordo com Ana Paula, se tem desdobrado em esforços para manter os animais em condições de bem-estar. Ana Paula Santos revela que têm recebido muito apoio por parte de algumas superfícies comerciais, sobretudo ao nível de alimentos para os animais. Contudo, aquilo que mais a preocupa são os postos de trabalho, que podem ficar em causa.

A curto prazo, a sócia-gerente da reserva animal espera que o Monte Selvagem possa abrir portas aos visitantes, ainda que tendo sempre em conta as indicações da Direção-Geral da Saúde, como o uso de máscara.