PSP já distribuiu mais de 20 mil viseiras aos seus profissionais

A Polícia de Segurança Pública (PSP) já distribuiu 21.500 viseiras de proteção individual, 54 mil kits de proteção individual (cada kit contém uma máscara cirúrgica e um par de luvas descartáveis), 4000 óculos de proteção, 1100 doseadores e 600 pulverizadores para solução antisséptica e 1195 litros de solução antisséptica para desinfeção de mãos.

Parte desse equipamento foi também disponibilizado à PSP por diversas entidades, tais como autarquias, Cruz Vermelha Portuguesa, Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança e diversas outras entidades, empresas e cidadãos anónimos.

Foi instituída a prática diária de desinfeção dos locais de trabalho e equipamentos, como as viaturas policiais. Foram ainda concretizadas 20 operações de limpeza profunda e desinfeção de instalações.

A PSP, em 30 de abril, registava a confirmação de contágio de 118 profissionais (113 polícias e cinco técnicos sem funções policiais), encontrando-se 203 pessoas em confinamento obrigatório e vigilância ativa.

De registar que, por indicação das autoridades de saúde, 42 pessoas (38 polícias e quatro técnicos sem funções policiais), já regressaram ao serviço após serem consideradas curadas do contágio e 705 após confirmação do resultado negativo durante o confinamento.

De sublinhar que, na sequência da priorização garantida pelo Ministério da Saúde ao pessoal da PSP, o número médio de dias de quarentena até realização do teste de despistagem é de quatro, condição de grande relevo para garantir a adequada proteção ao pessoal da Polícia, mantendo a capacidade operacional.