PSP de Elvas recebida a tiro em festa

Na madrugada desde domingo, depois das 00.30 horas, quatro indivíduos, com idades compreendidas entre os 19 e 40 anos, foram detidos pela PSP, em Elvas, depois de terem tentado agredir elementos de um carro patrulha, quando estes foram chamados a um local onde estava a decorrer uma festa com cerca de vinte pessoas.

De acordo com o comandante da Divisão Policial de Elvas, comissário Rui Massaneiro, “quando o carro patrulha chegou ao local, foram arremessados vários objetos, como pedras e garrafas de vidro, contra os elementos policiais”.

Do interior do local onde se realizava a festa, que a Rádio ELVAS sabe que diz respeito a uma residência na Alentejana (entre o Rui de Melo e a Raposeira, ao longo da Ribeira do Cêto), por detrás de um restaurante da zona, foram efetuados dois disparos de armas de fogo.

“Já com mais meios no local, tentou-se chegar à identificação do proprietário do local onde estava a decorrer a festa, para apurar eventuais responsabilidades sobre as pedras arremessadas e os disparos de arma de fogo. Quando estávamos a chegar à conversa com o proprietário, é aberto um portão, de onde um cão de raça pitbull é arremessado contra os agentes da autoridade. Também o grupo de jovens avança na direção dos agentes”, revela Massaneiro.

Perante esta atitude, houve necessidade dos elementos policiais efetuarem três disparos para o ar de Shot Gun, com bagos de borracha, “para dispersar quer o canídeo, quer o grupo que estava a ir contra os agentes das PSP”.

Para consumar as detenções, a PSP “teve a necessidade de utilizar a força estritamente necessária”, tendo, para tal, sido utilizadas as técnicas de intervenção policial e técnicas de restrição e algemagem ministradas pela PSP.

Desta situação, três dos detidos tiveram necessidade de receber tratamento hospitalar, tendo tido todos alta passado uma hora e meia, após terem dado entrada no Hospital de Santa Luzia, em Elvas.

Os detidos, por decisão do Procurador de Turno do Ministério Público, recolheram às celas de detenção, sendo presentes a primeiro interrogatório Judicial, para conhecimento das medidas de coação, amanhã, segunda-feira, dia 27 de abril.

A Rádio ELVAS sabe ainda que os detidos foram distribuídos por Campo Maior, Arronches e Estremoz.