Bombeiros de Montemor com quebra de 90% em serviços prestados

Tal como acontece nas corporações de bombeiros de Elvas e Campo Maior, assim como por todo o país, também a corporação dos Soldados da Paz de Montemor-o-Novo enfrenta algumas dificuldades, tendo em conta a atual situação que se vive, devido à pandemia de Covid-19.

De acordo com o comandante dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo, Luís Paixão, o número de serviços prestados fora do concelho reduziram em cerca de 90 por cento, o que se traduz numa quebra de receitas. Além disso, a corporação investiu numa nave de descontaminação que, assegura, saiu cara aos cofres da associação humanitária.

Apesar do investimento feito, Paixão garante que o mais importante passa por continuar a garantir a segurança dos operacionais. “Tivemos que fazer esse investimento, mas para a segurança dos operacionais nada é cara”, garante.

O comandante dos Bombeiros de Montemor-o-Novo revela ainda que olha para a atual situação com “alguma preocupação”, até porque estão “na linha da frente no socorro às população e em casos identificados como suspeitos de Covid-19”.