Fátima Pinto e a nova Telescola: “televisão não vem dar aulas”

Arranca hoje, 20 de abril, a chamada nova Telescola, com conteúdos programáticos para o ensino básico, como uma forma de complemento ao ensino à distância, instaurado neste terceiro e último período letivo.

A transmissão desta programação dedicada ao público escolar acontece na RTP Memória, ocupando a grelha das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira. Os conteúdos pedagógicos estão por módulos organizados de dois anos letivos, à exceção do 9º.

“A formação através da televisão não é propriamente aulas da Telescola. É um complemento, porque existem, com este ensino à distância, alunos muito vulneráveis, alunos que não têm condições em termos informáticos”, revela Fátima Pinto, diretora do Agrupamento de Escolas nº 3 de Elvas. “A televisão não vem dar aulas. A televisão vem complementar. É mais uma plataforma para o ensino à distância”, esclarece ainda a diretora.

A iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com a RTP, chama-se “#EstudoEmCasa” e abrange matérias de várias disciplinas dos diferentes currículos escolares.

Os conteúdos, para além de transmitidos na RTP Memória, vão ficar também disponíveis nas plataformas digitais da RTP e da Direção-Geral da Educação e numa App criada para o efeito. Paralelamente, a RTP 2 transmite conteúdos, pensando nas crianças do Ensino Pré-escolar (dos 3 aos 6 anos).