PSP detém infetado na via pública em Portalegre

A Polícia de Segurança Pública (PSP) encontra-se preocupada com as incidências ocorridas no dia 10 (sexta-feira), com 11 detidos: quatro por não observação do dever de confinamento obrigatório e sete por incumprimento do dever de recolhimento.

As detenções por não observação do dever de confinamento ocorreram em Portalegre (um homem, de 19 anos, infetado e que se encontrava na via pública), em Lisboa (um homem, de 48 anos, que estava no Hospital de S. José a aguardar o resultado do teste de despistagem e saiu sem autorização) e Porto (um homem de 29 anos, na Maia, que estava em isolamento por ter tido contato com pessoa infetada e outro homem, de 72 anos, em Gondomar, que se encontra infetado). As restantes sete pessoas foram detidas na região da Grande Lisboa.

Desde que foi prorrogado o Estado de Emergência em todo o território nacional, a PSP já deteve 50 pessoas por incumprimento deste quadro legislativo específico. Dessas, 15 pessoas foram detidas por incumprimento do confinamento obrigatório, aplicável a pessoas contaminadas ou sob suspeita de contaminação que a autoridade de saúde ordenou que se mantivessem no domicílio.

Outras 29 pessoas foram detidas por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário as quais, quando abordadas na via pública pela PSP, não apresentaram motivo. As detenções foram concretizadas após informação e sensibilização aos cidadãos, os quais se recusaram a alterar o comportamento.

Outras seis detenções foram concretizadas em estabelecimentos a funcionar sem observar as condicionantes em vigor e cujos responsáveis igualmente se recusaram a adequar o respetivo funcionamento.