MDM cria aplicação para monitorizar violência doméstica

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) considera que o facto dos casais estarem mais tempo em casa, e atravessarem tempos difíceis, vai levar a mais discussões, o que pode vir a constituir um verdadeiro flagelo social em Portugal.

Vitalina Roque Sofio, do MDM de Montemor-o-Novo, refere qu,e “havendo a perspetiva que as situações não vão melhorar, o ambiente familiar pode mesmo piorar, levando à ocorrência de mais casos de violência doméstica”.

“Mais que nunca, é muito importante redobrar a atenção e vigilância assim como reforçar os meios dedicados à proteção de vítimas de violência doméstica”, garante a responsável.

Além da linha do Governo, o Movimento Democrático de Mulheres dispõe de uma aplicação que está disponível gratuitamente para ajudar pessoas em risco ou em situação de violência doméstica, designada de “VIVE+AQUI!”. Esta aplicação é um instrumento complementar, informativo, que pode ajudar a monitorizar situações de conflito.