Espanha prolongou hoje o estado de emergência

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou hoje, sábado, o prolongamento do “estado de emergência” para travar a Covid-19, numa altura que considera que está “superado o pico” da pandemia.

Este prolongamento tem efeitos até à meia-noite de 25 de abril, e Pedro Sanchez  vai pedir autorização ao “Congresso dos Deputados para prorrogar, pela segunda vez, o estado de emergência, numa declaração pela televisão, depois de uma ronda de contactos com os líderes da oposição.

Sanchez disse que as rígidas medidas de contenção, que incluem o confinamento de todos os espanhóis em casa, salvo os que trabalham em serviços essenciais, vão continuar, mas se a luta contra a pandemia evoluir de uma forma satisfatória, o “estado de emergência” deverá prosseguir, embora com os cidadãos a “começarem a recuperar alguma coisa” da sua vida.