Sete profissionais da PSP infetados em Portugal

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou, esta segunda-feira em comunicado da Direção Nacional, que está confirmado o contágio de sete profissionais (cinco polícias e dois técnicos sem funções policiais), encontrando-se cerca de duas centenas e meia em confinamento obrigatório e vigilância ativa. De referir que todas estas pessoas foram contagiadas fora do contexto profissional, presumivelmente e segundo a informação apresentada pelos próprios.

Seguindo os protocolos em vigor, outras pessoas que mantiveram contacto direto e ou partilham o mesmo espaço de trabalho com os contaminados foram de imediato encaminhadas para isolamento.

Onze polícias foram já sujeitos a testes médicos, após apresentarem sintomatologia indiciadora de contágio, sendo todos os resultados negativos.

A Esquadra de Segurança Ferroviária, nas Devesas (Vila Nova de Gaia), encontra-se temporariamente encerrada, por um polícia ter sido notificado do resultado positivo ao teste. Seguindo os protocolos em vigor na PSP, outros 20 polícias que mantiveram contato direto com a pessoa contaminada entraram em isolamento imediato, até conhecimento dos resultados dos testes epidemiológicos. Assim que conhecidos os respetivo resultados, a situação será reanalisada.

A área de responsabilidade desta esquadra encontra-se a ser patrulhada pelas demais subunidades, garantindo-se assim a continuidade da segurança.

A PSP já difundiu a todos os Polícias instruções de intervenção, em função dos preceitos legais em vigor durante o estado de emergência que se vive no nosso País. Até ao momento, a PSP já prestou apoio a cerca de 600 cidadãos em quarentena e a nove cidadãos que se encontram em confinamento na respetiva residência por se encontrarem contaminados.