Covid-19: comandante da PSP de Elvas pede tranquilidade

Os cidadãos que não obedecerem às ordens das forças de segurança, durante a crise do coronavírus, serão acusados de crime de desobediência agravada. A informação foi avançada na passada sexta-feira, pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O comissário Rui Massaneiro, comandante da PSP de Elvas, lembra que o importante, nesta fase, é que as pessoas mantenham a tranquilidade e que obedecem às orientações da Direção-Geral de Saúde.

O comandante garante ainda que a PSP procurará manter a cidade em segurança e tranquilidade, pedindo à população para que se abstenha de comportamentos de risco. “Tomem medidas profiláticas”, diz ainda, adiantando que “esta situação há-de passar”, com “o apoio de todos”.

De acordo com Ministério da Administração Interna, “durante o Estado de Alerta cabe às forças de segurança garantir o seu cumprimento, garantir, em articulação estrita com as autoridades de saúde pública, que as medidas de restrição de circulação são rigorosamente respeitadas”.