Cerimónia Honoris Causa de Abílio Fernandes adiada

No âmbito do Plano de Contingência para prevenção da transmissão de COVID-19, foi adiada a Cerimónia de Outorga do Doutoramento Honoris Causa ao Dr. Abílio Fernandes, que se realizaria no dia 25 deste mês, para a qual será marcada uma nova data.

A reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, recorda o “contributo inegável” que Abílio Fernandes assumiu após o 25 de Abril de 1974, quer pela afirmação do Poder Local, tendo estado à frente do município durante 25 anos onde desenhou o primeiro Plano Diretor Municipal (PDM), quer pela participação ativa no processo de classificação do centro histórico de Évora como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) no ano de 1986.

Ana Costa Freitas realçou ainda que a atribuição do grau de Doutor Honoris Causa a Abílio Fernandes enquadra-se na política da instituição de ensino, que pretende “melhorar e fomentar, cada vez mais, a relação com a sociedade e com a cidade”.

Natural de Moçambique, Abílio Fernandes é licenciado em Finanças pelo Instituto Superior de Ciências Económicas, foi presidente da Câmara de Évora entre 1976 e 2001 eleito em listas lideradas pelo PCP, para além de ter tido vários cargos no partido.