Portugal tem o melhor tratamento para doença renal

O Dia Mundial do Rim celebra-se hoje, segunda quinta-feira do mês de março.

O objetivo desta data, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2006, é consciencializar a população mundial para a importância do rim na saúde do Homem e reduzir a ocorrência de problemas de saúde ligados a doença renais.

Luis Cacito, presidente da delegação regional do Alentejo da Associação Portuguesa de Insuficientes Renais, refere que “a diabetes e a hipertensão são os principais fatores de risco para a insuficiência renal”.

“As pessoas devem controlar diariamente a sua tensão arterial e adotar um estilo de vida mais saudável. Por outro lado, devem estar atentos a sinais de cansaço, uma vez que, em caso de insuficiência renal, o doente vai sentir-se mais cansado e apático”, sublinhou.

A doença renal divide-se em cinco fases e Portugal “é o país da União Europeia com mais casos de doentes na fase cinco, a mais grave. No entanto, somos dos países com melhores condições de tratamento”.

Em Portugal existem cerca de 800 mil pessoas com insuficiência renal crónica cujas causas principais estão na diabetes e na hipertensão arterial. Verificam-se ainda cerca de 20 mil doentes em tratamento substitutivo da função renal ou a fazer hemodiálise.