ESAE tem protocolos com instituições para tratar animais

Os alunos, do curso de Enfermagem veterinária, lecionado na Escola Superior Agrárias de Elvas (ESAE), dispõe de protocolos com instituições da cidade, tais como a equipa cinotécnica dos Bombeiros Voluntários de Elvas e as associações de defesa de animais.

Os protocolos prevêem a realização de tratamentos aos animais, a um preço reduzido.

José Manuel Rato Nunes, diretor da ESAE, explica que “no caso dos Bombeiros voluntários, estes apenas pagam os materiais utilizados nos tratamentos dos animais que integram a equipa cinotécnica, que é extensível aos elementos da corporação.”

Os alunos fizeram também campanhas, em que foram esterilizados 80 gatos vadios da cidade, uma forma de “contribuir para o bem-estar animal e, ao mesmo tempo, diminuir o número de animais vadios”.

Estes protocolos, para José Manuel Rato Nunes, “têm vantagens para todas as instituições, para a ESAE é ter animais para que os alunos pratiquem os atos enquanto enfermeiros veterinários, para as instituições é positivo uma vez que têm acesso a cuidados veterinários, com preços mais reduzidos.”

ESAE que tem protocolos com instituições da cidade, que incluem redução de preço no tratamento de animais, pelos alunos do curso de enfermagem veterinária.