Confraria da Piedade quer “dar vida” ao santuário e parque

A nova direção da Confaria do Senhor Jesus da Piedade, em Elvas, tomou posse a 18 de setembro do ano passado e, neste sentido, Carlos Damião (juiz, à esquerda na foto) e José da Mata (vice-juiz) da Confraria, estiveram esta tarde de quarta-feira do Magazine de Informação e Música na Rádio ELVAS, para nos falar sobre estes primeiros cinco meses nos comandos da Confraria.

Carlos Damião relembra algumas iniciativas realizadas até então, nomeadamente, o São Mateus 2019, que assume que “correu bem, no entanto com algumas melhorias para este ano”. Outra das alterações a que a Confraria procedeu foi a mudança da hora da Eucaristia de domingo no Santuário, para as 10 horas.

Ainda em 2019, no Natal, realizaram também a missa do galo, “uma forma de recuperar a tradição, que há muitos anos que não se realizava, bem como o presépio em exposição”. A Confraria ofereceu ainda produtos ao MTA, na época natalícia, e oferta de cadeiras de rodas a algumas instituições, partilhar com os outros algo que a confraria pudesse fazer.

Neste momento, estão a proceder à substituição da iluminação do Santuário e, inclusive, melhoraram alguns bancos e foram colocados aquecedores no Santuário, para o tornar mais acolhedor”, refere José da Mata. Um dos objetivos é também dinamizar e requalificar o espaço envolvente do Santuário, como a Fonte da Fé, o lago e o jardim, “de forma a torna-lo mais agradável a quem ali se dirige”, explica o juiz da Confraria.

Também o Museu dos ex-Votos vai sofrer alterações, uma vez que existem muitos Artigos que não estão expostos, e esta direção pretende incluí-los no museu e “dar mais visibilidade ao mesmo”, explica José da Mata, vice juiz da Confraria.

Quanto à Feira de Maio, no terceiro domingo deste mês, Carlos Damião e José da Mata afirmaram que “este ano, conta com algumas novidades, nomeadamente atuações musicais e iniciativas que levem os jovens até lá, como visitas das escolas e atividades culturais e desportivas.”

A Confraria conta com um leque de atividades que serão desenvolvidas ao longo deste ano, com o objetivo de “dar vida ao Santuário e ao parque da Piedade, contando com a confiança dos elvenses, do município de Elvas e da comunicação social, vamos todos trabalhar em conjunto dando as mãos tornando aquele espaço digno para todos os elvenses e quem nos quiser visitar”, diz Carlos Damião, juiz da Confraria.