Só uma empresa pode construir o Hospital Central do Alentejo

Das oito empresas que manifestaram interesse em construir o novo Hospital Central do Alentejo, localizado em Évora, apenas uma cumpre todos os requisitos, segundo um relatório preliminar do concurso público.

O Hospital Central do Alentejo vai ter um edifício com uma área de 1,9 hectares e uma lotação de 351 camas em quartos individuais. Esta capacidade pode ser aumentada, em caso de necessidade, até 487 camas.

O edifício vai ter 11 blocos operatórios, três dos quais para atividade convencional, seis para ambulatório e dois para urgência, cinco postos de pré-operatório e 43 postos de recobro.

A construção do novo hospital envolve um montante total superior a 180 milhões de euros.