Câmara de Évora requalifica Salão Central Eborense

Foto do projeto do novo Salão Eborense

As obras de requalificação do antigo Salão Central Eborense vão começar na segunda quinzena deste mês com a instalação do estaleiro da obra, segundo a Câmara Municipal de Évora. Os trabalhos vão demorar cerca de um ano e meio e o investimento, a rondar os 2,5 milhões de Euros, está integrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano para a cidade de Évora.

O novo Salão Central acolherá diferentes valências, contando com uma sala principal de espetáculo que pode ter várias configurações, dispondo de um palco de grandes dimensões e uma plateia com capacidade para 182 lugares.

Recorde-se que o Salão Central foi criado como equipamento cultural em 1916 por José Augusto Anes, tendo já comemorado o seu centenário. Ao longo dos anos o espaço passou pela mão de diversos proprietários sempre com a predominância da exibição de cinema. Paulatinamente a afluência de público foi diminuindo, levando ao encerramento definitivo no final dos anos 80. Em 1996 o edifício foi adquirido pela Câmara Municipal de Évora.