José Manuel Soutino apresenta “Tudo na Vida Faz Sentido”

José Manuel Azinhais Soutino vai lançar o seu primeiro livro de poesia popular, que tem como título “Tudo na Vida Faz Sentido”, este sábado, 25, às 16 horas, no Centro Cultural de Campo Maior.

José Manuel Soutino diz que começou a escrever poemas “por influência do pai,que apesar de ser analfabeto, fazia quadras, e nele, viu que podia seguir as suas pisadas, sentiu que tinha qualidade” e, desta forma, um dia sentou-se e começou a escrever.

E são as Festas do Povo que lançam José Soutino, uma vez que escreveu o seu primeiro poema dedicado a todos os moradores da Rua da Canadinha, em Campo Maior, e “é a partir desta altura que tudo começa”; o autor começou a trabalhar na Delta Cafés, onde se manteve durante 34 anos, “muito felizes”, e muitas vezes escrevia no local de trabalho, como referiu José Soutino.

José revela que se inspira “em tudo o que o rodeia na vida, na chuva, na família, nas pessoas com as quais se cruza”, e os poemas saem de forma natural. O seu pai transmitiu-lhe “a educação e respeito por todos, e a motivação”, e para o lançamento deste livro conta com o apoio de amigos e familiares.

A escolha do título prende-se pelo facto de José Manuel Soutino considerar que “tudo o que aprendemos na vida faz sentido, bem como os valores, a aprendizagem, o saber, a educação, tudo faz sentido,” e também pelo facto de José encontrar em tudo “um sentido para escrever.”

Visivelmente emocionado José revelou na Rádio ELVAS, que o livro, que contém 15 poemas da sua autoria, é lançado em memória do seu irmão, e terá algumas surpresas. Afirma que já pensa em lançar um próximo livro, uma vez que já iniciou a escrita de várias quadras.

José Manuel Soutino acrescentou ainda que “a poesia lhe deu liberdade e muito daquilo que é hoje, “a escrever sinto-me feliz”, remata.