Procissão e venda de bolinhos de São Sebastião em Barbacena (fotos+vídeo)

Barbacena saiu hoje, domingo, dia 19, à rua em honra de São Sebastião, padroeiro da vila. As comemorações tiveram início com uma eucaristia, seguida de procissão, que percorreu as principais artérias de Barbacena, terminando na Igreja Matriz.

Após a procissão, seguiram-se a venda dos tradicionais bolinhos de São Sebastião e leilão de fogaças, que é o culminar destas festas e também a principal atração de Barbacena.

Dos 80 mil bolinhos, não sobrou nenhum, tendo sido vendidos rapidamente após a procissão. O diácono Francisco Panaças referiu à Rádio ELVAS que “estas festas trazem muita gente até Barbacena, sendo esta a principal razão para a rápida venda dos bolinhos”. A receita dos mesmos reverte a favor da paróquia.

A tradição já é secular e remonta à altura do conde de Barbacena, em 1816. Naquela época, terá havido uma epidemia de varíola nas crianças. A maleita era então designada de bexigas, doença que deixava as crianças cheias de bolhas, com aparência de pequenas bexigas. O conde terá mandado cozer em forno de lenha os bolos para as crianças. Estas terão ficado curadas e, desde então, os bolos são confecionados sempre em maior escala.

O padre Francisco Bento, de Campo Maior, participou nesta festa em Barbacena, local onde exerceu as suas funções de pároco pela primeira vez, tendo por isso “um grande carinho pela população”. O padre Francisco refere ainda que “esta é uma festa que faz parte da vida das pessoas de Barbacena”.

A nossa reportagem falou com algumas pessoas que foram cumprir esta tradição. Palmira Ventura enaltece que “este é um dia que junta residentes mas também aqueles que estão longe, e afirma que esta é uma festa com muita fé”. Elvira Barrena reside há pouco tempo em Barbacena, mas considera esta tradição “interessante”. Já Manuel Braçadas, natural de Barbacena, afirma que “esta é uma tradição antiga e muito especial”.

Barbacena a honrar o santo padroeiro São Sebastião com a tradicional venda dos bolinhos e, segundo reza uma das lendas, quem comer os bolos de São Sebastião gozará de boa saúde o resto do ano.