Elvas perdeu 2.270 habitantes em oito anos

Entre 2010 e 2018, a população do concelho desceu 2270 habitantes, de 23.122 para 20.852. O rendimento médio mensal em Elvas dos trabalhadores por conta de outrem está nos 847 euros, 76.6% da média nacional, que se situa nos 1106 euros. Há 181 idosos por cada 100 jovens e os estrangeiros a residir em Elvas diminuíram: passaram de 3.5% da população em 2010 para 2.8% em 2018.

Estes e muitos outros dados fazem parte do relatório da PORDATA um projecto da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que está a celebrar o seu décimo aniversário, ao longo do ano de 2020, vai divulgar uma série de retratos estatísticos sobre cada um dos 308 municípios portugueses.

O número de desempregados inscritos no centro de emprego reduziu de 1451 para 1383, entre 2010 e 2018 e os beneficiários do rendimento mínimo caíram de 2951 para 1665 em 2018.

Houve menos casamentos em 2018 que em 2010. Foram 60 em 2018 e 73 em 2010, mas também os divórcios tiveram uma redução significativa de 67 em 2010 para 49 em 2018.

Os valores médios das avaliações bancárias dos imóveis do concelho sofreram uma redução de 20% em oito anos passaram de 1059 euros por metro quadrado para 848 euros.

Em 2010, havia 14 agências bancárias e em 2018 já só existiam sete.

O número de alunos no ensino não superior caiu em oito anos de 4443 para 3754, menos 689 alunos, enquanto o número de alunos no ensino superior na Escola Agrária, o único estabelecimento de ensino superior no concelho, subiu de 299 para 369 em 2018, um aumento de mais 70 alunos.