Obra da Escola de Santa Luzia com reforço orçamental

A obra da Escola Básica de Santa Luzia pode vir a receber um reforço monetário ao longo deste ano de 2020, por parte do Ministério da Educação, devido à reprogramação que está a ser feita do programa operacional Portugal 2020.

A informação foi avançada pela secretária de estado da educação, Susana Amador, durante a visita que decorreu hoje, terça-feira, dia 14, ao espaço onde vai ficar instalada a nova Escola Básica 2,3 nº 1 de Elvas, em Santa Luzia: “veremos no decorrer da obra aquilo que será necessário fazer. Partimos de um quadro comunitário completamente diferente daquele que tínhamos (de dois mil milhões para 350 milhões de euros). No entanto, o Ministro da educação teve oportunidade de anunciar que esta reprogramação será superior a 100 milhões de euros o que permite fazer um reforço significativo, para todas as regiões, para que estas obras possam completar o esforço de investimento coletivo para qualificar as nossas escolas”.

A secretária de estado da Educação, Susana Amador, destacou as características desta escola garantindo que “vai ser uma boa referência a nível distrital e nacional”.

A obra da Escola Básica de Santa Luzia encontra-se na sua primeira fase contando já com um investimento de cerca de um milhão de euros. Em causa está “um investimento total de 7,7 milhões de euros, completamente assegurado”, como nos referiu Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas.

O projeto da nova Escola Básica 2,3 nº 1 de Elvas, em Santa Luzia, tem uma duração de 24 meses e espera-se que no ano escolar de 2021/2022 os alunos já estejam nas novas instalações.