José Caldes quer dinamizar o CEN e aumentar os sócios

José Caldes é o novo presidente da Direção do Clube Elvense de Natação (CEN), desde o passado dia 2, em que tomou posse, sendo eleito para o biénio 2020/2021, e substitui Luís Lopes da Silva, que presidiu ao clube nos últimos 35 anos.

O atual presidente já assumia funções como vice-presidente, nos últimos dois anos, a convite de Luís Lopes da Silva, e começou a sua ligação com o clube ao estar ligado à secção de natação, onde começou “a ganhar muito carinho pelo clube”, pensando desta forma “ajudar o clube, com um novo elenco”.

Quando questionado pelo legado que o anterior presidente lhe deixa, José Caldes afirma que “o legado é bastante grande, uma vez que o clube está estável, é um clube com objetivos alcançados e fez um trabalho meritório”, pretende desta forma “dar continuidade ao trabalho que foi feito e inovar em alguns sentidos, com a sua atual equipa, uma equipa muito jovem”.

Os objetivos passam por melhorar algumas infraestruturas, como por exemplo dar continuidade a um projeto de requalificação de toda área envolvente da piscina, “dar ao clube algo mais atrativo e para que os sócios possam usufruir da melhor forma”.

O restaurante do CEN está fechado desde o final do ano passado e aberto a propostas para exploração, e José Caldes deixou o repto a fazer parte do projeto do clube candidatar-se à concessão do restaurante.

Na área desportiva, considera que tanto a secção de atletismo como de natação “funcionam muito bem”. Apesar de há muitos anos terem existido mais secções, para já quer “manter os bons resultados dos atletas”, algo que o deixa “orgulhoso”.

O Clube conta com cerca de 700 sócios, um número que José Caldes quer ver aumentar, mas não só, pretende “uma maior proximidade com todos e dinamizar o clube com atividades das quais os sócios possam usufruir.”

O principal desafio e ao mesmo tempo expectativa para este biénio é no final, poder dizer que conseguiu “aumentar o número de sócios e manter o clube ativo e mais próximo, e ainda manter as boas práticas do clube, e ainda aumentar o número de atletas que dignifiquem o clube”. José Caldes afirma ainda que “a representatividade do clube são os sócios e é muito importante estar ligado aos mesmos, aproximar dos mesmos, e atender às suas opiniões”.

Na lista de José Caldes, foram ainda eleitos, para a Direção Administrativa, José Rangem, vice-presidente, Gonçalo Piçarra, tesoureiro, Marco Sequeira, primeiro secretário e José Gonçalves, segundo secretário. Da mesa da Assembleia Geral, fazem parte Luís Meruje, presidente, Isabel Carola, vice-presidente, Luís Franco, primeiro secretário, e Paulo Santos, segundo secretário. José Balseiro é o novo presidente do Conselho Fiscal, seguido de Bruno Dias e Alexandre Ventura, ambos vogais.