“Grémio” sopra 142 velas na terça-feira dia 14

O Centro Artístico Elvense, conhecido na cidade por “Grémio”, a coletividade mais antiga do concelho de Elvas e uma das cinco mais velhas do distrito de Portalegre, comemora na próxima terça-feira, 14 de janeiro, 142 anos de existência.

Para assinalar a data – uma data importante para o concelho e para o país, em que se assinalam os 361 anos da Batalha das Linhas de Elvas –, de acordo com o presidente da coletividade, Gil Dores (na foto), pelas 9.30 horas será feito o içar da bandeira, com a Banda 14 de Janeiro a tocar à porta do “Grémio”.

Segue-se, pelas 15 horas, o discurso de balanço do presidente aos associados, presentes e convidados; o discurso de um representante da Câmara Municipal de Elvas; e um beberete, com bolo de aniversário.

Ao longo do ano passado, e sempre com o objetivo de conduzir mais pessoas ao “Grémio”, a direção procurou levar a cabo diversas iniciativas. Exemplo disso foi um primeiro baile internacional: um evento que, tendo em conta o seu sucesso, poderá ter em breve, uma segunda edição. Também alguns dos grupos de cantares do concelho passaram pelo Centro Artístico Elvense, que conta, segundo Gil Dores, atualmente, com cerca de 250 sócios.

Para um futuro próximo, mas sem querer desvendar ainda muito daquilo que serão os eventos programados para este ano, Gil Dores revela que é sua intenção realizar uma iniciativa solidária, com as verbas angariadas com o mesmo a reverterem para as IPSS do concelho.

Gil Dores é presidente do “Grémio” há um ano. Deste seu primeiro mandato, faz um balanço positivo, nunca descurando o trabalho em equipa que tem sido realizado por todos os elementos da direção.