GNR intensifica patrulhamento rodoviário

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza, até dia 5 de janeiro, a operação Ano Novo, intensificando o patrulhamento rodoviário em todo o Território Nacional nas vias de maior tráfego neste período, em resultado das deslocações de inúmeras pessoas, devido às festividades.

Durante a operação, serão empenhados, diariamente, uma média de 4650 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, com o objetivo de prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança.

A GNR terá especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, que por vezes são motivadores de sinistralidade grave. Assim, os militares estarão particularmente atentos: ao excesso de velocidade,  manobras perigosas, à correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direção e de cedência de passagem; à utilização indevida do telemóvel; à não circulação na via mais à direita em autoestradas e itinerários principais e complementares; à incorreta ou a não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças.

Para que os condutores tenham umas festividades tranquilas, a GNR aconselha a que efetuem um planeamento cuidado das viagens, evitando os períodos do final do dia, quando se prevê maior intensidade de tráfego; descansem convenientemente antes de efetuar a viagem e, pelo menos de 2 em 2 horas, ou sempre que sintam necessidade, efetuem paragens para descansar; adequem a velocidade às condições meteorológicas, ao estado da via e ao volume de tráfego rodoviário; mantenham a calma em situações de elevada intensidade de tráfego, que possam obrigar à circulação a baixa velocidade; evitem manobras que possam resultar em embaraço para o trânsito ou contribuir para a ocorrência de acidentes e adotem uma condução atenta, cautelosa e defensiva, para que esta quadra natalícia e a entrada no novo ano, sejam períodos de caracterizados por felicidade e de união das famílias, contribuindo para a redução dos índices de sinistralidade rodoviária.