Hospital de Elvas: mais de 45% dos trabalhadores adere à greve

Mais de 45 por cento dos trabalhadores do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, aderiram à greve de hoje, convocada Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas.

Helena Neves, coordenadora da União de Sindicatos do Norte Alentejano, garante que a greve teve “impacto em todo o distrito”, com destaque para o encerramento dos centros de saúde de Campo Maior, Crato e Castelo de Vide e das consultas externas, laboratório e exames complementares de diagnóstico do Hospital de Portalegre.

A greve foi ainda visível a partir dos constrangimentos que se fizeram notar nos serviços do Hospital de Elvas bem como de vários Centros de Saúde do distrito.

Os trabalhadores, em defesa do Serviço Nacional de Saúde, exigem a contratação de mais funcionários, a contagem do tempo de serviço e a aplicação do Acordo Colectivo de Trabalho assinado em junho de 2018.