António Brinquete expõe roncas no Forte de Santa Luzia

Parte da coleção de roncas de António Brinquete está em exposição, a partir de hoje, 8 de dezembro, e até dia 5 de janeiro, no Forte de Santa Luzia, em Elvas.

“Nós, desde gaiatos pequenos, fomos levados pelo espírito do natal e fazíamos as nossas próprias roncas”, recorda António como começou a construir este instrumento musical característico de Elvas. Por viver na Terrugem, sempre teve facilidade em arranjar peles, adianta, um dos materiais necessários à produção das roncas.

António revela que começou a fazer roncas com melhor qualidade quando tocava no grupo Voz Amiga, da Terrugem. Garante ainda que, hoje em dia, qualquer um é capaz de construir uma ronca. Já tocar ronca, garante, “não é para qualquer um”.

Da coleção de António Brinquete fazem roncas de todos as cores e feitios, fazendo uso dos mais diversos materiais. António chegou mesmo já a fazer uma ronca a partir de um penico.

Para além da sua coleção, da qual fazem parte três das quais não prescinde nas atuações do grupo “Moura Encantada”, António produz roncas por encomenda.