Transetos monitorizam carnívoros no “Life Lines FM”

Os mamíferos carnívoros são um grupo de mamíferos que se alimenta maioritariamente de carne, apesar de alguns serem herbívoros, como os pandas, ou complementarem a alimentação com frutos. Na região Alentejo, estes mamíferos são de pequeno ou médio porte, como a doninhas, fuinha, lontra ou texugo.

No entanto, a maioria destes mamíferos são noturnos e por isso, não são fáceis de localizar. Desta forma o projeto Life Lines procedeu à utilização de transetos.

Os transetos são um “percurso pedestre selecionado pelo observador onde se regista vestígios da presença de mamíferos carnívoros, tais como dejetos ou pegadas.” O projeto Life Lines, em 2016, registou 60 transetos que estão a ser replicados para comparar o estado da população de carnívoros antes e depois das medidas, como explica João Craveiro, bolseiro do Projeto Life Lines.

Com os resultados obtidos o projeto Life Lines realiza “estimativas de abundância, densidade e distribuição populacionais”, no caso do Life Lines, como explica João Craveiro, pretendem “verificar se existiram mudanças significativas na presença destes mamíferos na implementação de medidas como o melhoramento de passagens hidráulicas para aumentar a eficácia da sua utilização pela fauna e a instalação de vedações, para o melhoramento da mesma”.