Gabriel Faier e a arte da tatuagem

A Elvas Arte Tattoo está aberta ao público, na Rua de Alcamim, há praticamente dois anos.

Neste estúdio de tatuagem, Gabriel Faier, o tatuador e proprietário do estabelecimento, tem procurado satisfazer os seus clientes, tendo sempre por base a sua própria arte, tornando único cada um dos desenhos que faz e que aplica na pele de quem procura os seus serviços.

“Costumo criar os meus próprios desenhos, para não repetir arte, porque eu acho que a tatuagem é uma coisa muito pessoal”, defende o tatuador. “Eu gosto de olhar a pessoa, ver o que essa tatuagem representa para ela, para eu poder criar arte”, acrescenta. Gabriel defende que qualquer tatuagem deve ter o mínimo de significado para quem a faz, até porque é algo que “se carrega para o resto da vida”.

O tatuador, ao longo destes dois anos de negócio aberto ao público, tem procurado manter-se em constante evolução, aprimorando sempre os seus desenhos, garantindo que a arte de desenhar já nasceu consigo. “Comecei por desenhar o Dragon Ball”, revela, a rir, adiantando que, ainda antes de abrir este espaço em Elvas, fez várias formações para poder tatuar.

Gabriel explica ainda que só tatua pessoas com idade igual ou superior a 18 anos e, em casos excecionais, a partir dos 16, com autorização dos pais.

A entrevista, na íntegra, para ouvir aqui: