Montemor preocupada com travessia de pesados

A Câmara Municipal de Montemor-o-Novo e a União de Freguesias da Vila, Bispo e Silveiras organizaram, na tarde de ontem segunda-feira dia 25,  uma Tribuna Pública, denominada “É preciso uma solução para a Avenida em Montemor-o-Novo”.

A Câmara Municipal de Montemor-o-Novo há décadas que reclama uma solução definitiva para a Avenida Gago Coutinho, uma via da competência da Infraestrtuturas de Portugal e do Governo.

Pela avenida, onde confluem as EN2, EN4 e EN114, passam diariamente mais de dois mil veículos pesados, inclusive de mercadorias perigosas. Nesta artéria, ocorrem anualmente cerca de 30 acidentes rodoviários, muitas vezes com feridos graves e até mortes.

A presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, Hortênsia Menino, efetuou uma intervenção recordando todo o trabalho que o município tem efetuado junto das entidades competentes e as sucessivas não respostas por parte das instituições que gerem esta via.

No final da iniciativa, foi lançado, pela Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Montemor-o-Novo, um abaixo assinado “Pela Segurança dos Montemorenses – Desvio de Pesados de Mercadorias da Avenida Gago Coutinho”, exigindo:

  1. A limitação urgente do tráfego pesado de mercadorias, no troço da EN4 que coincide com a Av. Gago Coutinho, de forma a evitar uma possível tragédia;
  2. Que seja considerada a possibilidade imediata de efetuar o desvio do trânsito pesado de mercadorias que atravessa a cidade, mediante a utilização dos nós Este e Oeste da autoestrada A6;
  3. Que sejam tomadas diligências no sentido de discutir uma solução definitiva para o efetivo desvio de pesados de mercadorias da Avenida Gago Coutinho.