Clínica de hemodiálise em Estremoz abre após 8 anos de espera

Após oito anos de espera, a prometida clínica de hemodiálise abriu no início deste mês em Estremoz. Trata-se de um investimento privado de três milhões de euros, que servirá os doentes da região.

A abertura desta valência, que até então não existia naquele concelho do distrito de Évora, estava prevista desde 2011. Após autorização da Administração Regional de Saúde do Alentejo, tornou-se agora realidade.

José Robalo, presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, explica que esta unidade vai permitir diminuir a distância que os doentes do concelho de Estremoz têm de percorrer para fazer o tratamento. “É muito mais cómodo para as pessoas que estão próximas desta unidade, receberem cuidados, do que irem para Portalegre ou Évora”, assegura. Robalo adianta ainda que a nível económico a abertura desta clínica é também uma mais-valia, tendo em conta que não será necessário gastar tanto dinheiro com transportes.

A abertura desta clínica vai, para além de diminuir a distância que os doentes do concelho de Estremoz têm de percorrer para fazer o tratamento, permitir o descongestionamento do centro de diálise de Évora.

A clínica de hemodiálise de Estremoz vai criar entre 15 a 30 postos de trabalho.