Bombeiros de Elvas ameaçados de morte à porta do hospital

Foto arquivo

Depois de Borba, foi a vez dos Bombeiros Voluntários de Elvas verem a sua integridade física ameaçada enquanto prestavam auxilio à população.

“À chegada às urgências do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, a tripulação de uma ambulância dos soldados da paz elvenses foi ameaçada de morte por um indivíduo de etnia cigana que se encontrava no local”, segundo o comandante da corporação, Tiago Bugio.

O indivíduo “ofendeu os elementos, cuspiu na direção dos mesmos e expressou várias ameaças sem ter tido qualquer resposta por parte dos elementos da corporação”, garantiu o comandante.

O comandante recorda que “este tipo de ameaças não é a primeira vez que acontece” e lamenta as agressões já ocorridas: “já tivemos, há cerca de seis anos, o comandante da corporação agredido, já houve elementos hospitalizados em estado grave, na sequência de um incêndio numa barraca, já vimos o nosso quartel invadido, à semelhança do que aconteceu em Borba, o que é de lamentar”.

A Rádio ELVAS sabe que a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Elvas esteve no local, identificou o indivíduo e os Bombeiros de Elvas vão apresentar queixa formal para que o alegado autor das agressões responda pelos seus atos.